As cortinas podem trazer muito mais conforto e bem-estar às nossas vidas, pois elas possuem multifunções, como: controlar o excesso de luminosidade, ganhar privacidade e esconder uma paisagem desagradável. Viu só quanta praticidade?


Ambientes visualmente integrados, como sala
de jantar e estar, devem ter cortinas iguais?

Nessa questão, os especialistas concordam que as peças precisam se repetir, senão causarão estranhamento. Mas a regra tem flexibilidade: quem não quiser cortinas idênticas opta por diferenças sutis. Uma possibilidade é usar o mesmo tecido em modelos diferentes.

Por exemplo, um com pregas e outro sem, ou um tecido liso e outro xadrez, com cores iguais, o que importa é a segurança, porém na dúvida, opte por tudo igual, não há erro.

CORTINAS

COMO TIRAR O MELHOR PROVEITO E UTILIZAR COM SABEDORIA?

» QUANDO USAR FORRO? QUAL SUA FUNÇÃO?
QUAIS OS TECIDOS MAIS INDICADOS?

O forro protege a cortina nos locais onde bate muito sol. Os raios solares desgastam os tecidos. O forro garante a durabilidade e a beleza dos materiais mais sensíveis – tecidos como organza, seda e bordados de algodão.

Além disso, evita que as cortinas sujem rapidamente em lugares com muita poeira ou poluição. O tergal verão, o gabardine e o brim são os tecidos mais usados para essa função, porém há quem use blecautes e até persianas. Materiais sintéticos, como o voal, podem dispensar forros, mas a resistência diminui.

 

Cortinas: como tirar o melhor proveito e utilizar com sabedoria

» QUAL O TIPO DE TECIDO MAIS ADEQUADO:
O DE FIBRAS SINTÉTICAS OU FIBRAS NATURAIS?

Depende. Quem privilegia a praticidade e a resistência escolhe tecidos sintéticos, como o voal: eles praticamente não estragam mesmo se a lavagem é feita em casa. Se você não abre mão dos naturais, atenção na hora da compra: Observe sempre se são pré-encolhidos. Caso contrário, pode-se perder a cortina na primeira lavagem.

Cortinas: como tirar o melhor proveito e utilizar com sabedoria

» CORTINAS LONGAS DEVEM ARRASTAR NO CHÃO?
QUANTOS CENTÍMETROS DEVEM SOBRAR?

Essa é uma decisão pessoal. Tecido sobrando suja, pode ser pisado e acaba rasgando. Além disso, toma espaço. A maioria opta por usar cortinas que tocam levemente o piso – Beijando o chão. Quem quer um ambiente mais clássico, e até mesmo mais chique, deve deixar que o tecido arraste. São suficientes 2 cm a mais na altura.

Cortinas: como tirar o melhor proveito e utilizar com sabedoria

Agora que você já sabe dessas dicas, aproveite para por em prática! Interaja nos comentários e curta nossa página nas redes sociais!

 


 

ACOMPANHE-NOS NO FACEBOOK E INSTAGRAM

 

Confira outras matérias